REGRAS

As regras do nosso trabalho:

* Atuar de Improviso

* A abordagem dos Doutore-Palhaços

* Visitas Regulares e Sistemáticas

* A Desdramatização dos Procedimentos Hospitalares

* Potencializar o Riso

ATUAR DE IMPROVISO

Como já foi dito, o Palhaço de Hospital tem um tratamento específico para cada paciente. Como os pacientes todos os dias têm disposições diferentes, o palhaço de hospital não pode preparar o seu trabalho através do ensaio. Quando entra num quarto para fazer uma visita, só pode dispor da sua sensibilidade, dos truques que traz no bolso e da sua capacidade de improvisar.

A abordagem dos DOADORES DA ALEGRIA

Os nossos doutores palhaços não fazem marcações para as suas “consultas”. Começam numa ponta de cada enfermaria e acabam na outra. Um doutor palhaço nunca “invade” um quarto, aguarda sempre autorização para entrar. Estabelece primeiro um contato visual e mediante o sorriso do paciente ou dos seus familiares, aproxima-se com sensibilidade e respeito. Seja em que circunstância for, o doutor palhaço nunca força a criança a rir nem insiste em impor a sua presença. O respeito pelo estado de espírito da criança e pela sua permissão para a brincadeira é sagrado para o palhaço de hospital.

Visitas Regulares e Sistemáticas:

Outra característica muito importante na atuação do palhaço de hospital é a regularidade das visitas. Uma ou duas vezes por semana os “doutores palhaços” fazem as suas visitas e nunca faltam. As crianças e os profissionais de saúde sabem que, a determinado dia da semana e a determinada hora, podem contar com a presença dos palhaços.

A Desdramatização dos Procedimentos Hospitalares:

O Palhaço de Hospital, desconstrói a realidade mas não a encobre. Os palhaços fazem transfusões de batido de chocolate, fazem “radioterapia” com um rádio de ouvir música, fazem transplantes de narizes, dão anestesias com chulé… Nesta brincadeira onde a doença e os tratamentos são transformados, a criança tem a oportunidade de ver o tratamento de outra maneira, de também ela dar injeções e fazer tratamentos aos palhaços.

Potencializar o Riso:

É impossível falar de palhaços sem incluirmos na nossa consciência o ato de rir. O riso não se explica, não é mensurável mas está intimamente associado ao bem-estar.

Está provado! O riso:

 Cuidado:o riso pode ser altamente contagioso!